Apple nega monitoramento de usuários do iPhone

quarta-feira, 27 de abril de 2011 15:32 BRT
 

Por Paul Thomasch

NOVA YORK (Reuters) - A Apple negou estar monitorando os movimentos dos usuários do iPhone, mas afirmou que vai disponibilizar uma atualização de software que armazena menos informações sobre a localização dos telefones, em resposta à críticas sobre violação de privacidade.

"A Apple não está monitorando a localização do seu iPhone", afirmou a empresa em comunicado nesta quarta-feira. "A Apple nunca o fez e nem tem planos de fazê-lo".

No entanto, a companhia afirmou que o iPhone mantém uma "base de dados sobre hotspots e torres de telefonia ao redor da localização dos usuários... que ajuda o iPhone calcular rapidamente e precisamente sua localização quando solicitado".

Algumas dessas informações são armazenadas em cada iPhone e guardadas pelo software iTunes, permitindo que alguém com acesso ao computador do dono do telefone acesse informações sobre sua movimentação.

Em resposta às críticas, a Apple pretende disponibilizar uma atualização de software que diminui o tamanho da base de dados de hotspots guardada nos iPhones e vai parar de guardar as informações por meio do iTunes. O software será liberado nas próximas semanas, informou a empresa.

As ações da Apple caíam 0,15 por cento às 15h23 horas.

As preocupações sobre monitoramento começaram este mês, quando dois programadores apresentaram pesquisas mostrando que o iPhone estava armazenando dados de localização. Defensores da privacidade dos usuários criticaram duramente a Apple e a Comissão Federal de Comunicações dos EUA (FCC) pediu para a empresa explicar sua política.

O Google, ferrenho competidor da Apple na computação móvel, também enfrentou duras críticas relacionadas a informações de que os celulares com sistema Android monitoram a localização dos usuários.

Em comunicado na quarta-feira, o Google defendeu o produto, afirmando que cabe aos usuários decidir se querem participar do recurso de compartilhamento de localização dos celulares Android. "Damos aos usuários um aviso e o controle sobre o recolhimento, compartilhamento e uso das informações de localização para fornecermos uma experiência móvel melhor nos aparelhos Android", afirmou a companhia.