América Móvil aposta no Brasil para crescer

terça-feira, 3 de maio de 2011 19:04 BRT
 

Por Cyntia Barrera Diaz

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - A gigante de telecomunicações mexicana América Móvil visa obter uma maior participação do mercado brasileiro para potencializar seu crescimento, embora o custo de conquistar novos assinantes possa prejudicar seus lucros no curto prazo.

A empresa, cuja maior fatia pertence ao magnata Carlos Slim, aposta nos assinantes do serviço sem-fio pós-pago --que frequentemente demandam serviços melhores e mais caros-- e televisão por satélite para ampliar sua expansão na maior economia da América Latina.

"Ainda vamos crescer muito no Brasil", disse o presidente-executivo Daniel Hajj a analistas na terça-feira. "Estamos tentando posicionar melhor nossa marca Claro... estamos crescendo muito no segmento de TVs e o custo do conteúdo tem sido muito importante."

A América Móvil encerrou março com 53 milhões de assinantes de serviços wireless no país, ou 23 por cento de sua base de clientes total de serviços para celular, que se estende dos Estados Unidos à Argentina.

A companhia chegou a 1,4 milhão de assinantes de serviços de TV por satélite no primeiro trimestre, frente a 400 mil um ano atrás.

A rápida expansão reduziu os lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) no Brasil, preocupando alguns analistas. As ações da empresa caíram na terça-feira, puxando para baixo o índice blue chip de ações do México.

"O Brasil ainda é um desafio complicado para a América Móvil", afirmou a corretora do Santander em relatório nesta terça-feira.

"Aparentemente, a América Móvil continua buscando uma fatia maior nas assinaturas do Brasil às custas de sua lucratividade no curto prazo . No entanto, isso não ajuda a reduzir o risco para o resultado a médio termo de sua estratégia", acrescentou.

Embora atenta para o preço a ser pago no Brasil, um dos poucos países onde Slim encontrou concorrentes muito mais fortes, a administração da empresa acredita que a recompensa fará a estratégia valer a pena.