Balanço da Warner Music supera expectativas por vendas digitais

terça-feira, 10 de maio de 2011 15:44 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - A Warner Music, companhia em processo de aquisição pela Access Industries, do bilionário Len Blavatnik, reportou prejuízo trimestral menor que o esperado, respaldado por um salto de 9 por cento na receita de produtos digitais.

O crescimento na receita digital refletiu principalmente a força no mercado de downloads e streaming, mas a receita de serviços para aparelhos móveis continuou a declinar, afirmou a empresa em comunicado.

O prejuízo líquido no segundo trimestre fiscal da empresa foi de 0,25 dólar por ação, enquanto analistas esperavam, em média, uma perda de 0,28 dólar por ação, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.

A receita subiu 2,4 por cento, para 682 milhões de dólares, acima das expectativas de 598,4 milhões de dólares. A receita de produtos digitais subiu para 220 milhões de dólares.

A receita da unidade da gravadora Warner/Chappel avançou 2,2 por cento, para 137 milhões de dólares, motivada principalmente pelas vendas nos Estados Unidos.

Na semana passada, Blavatnik fez uma oferta de 3,3 bilhões de dólares, ou 8,25 dólar por ação da Warner Music, o que possibilita a ele agregar outra empresa de mídia a seu império, que já conta com a russa Admedia e a britânica Top Up TV, assim como negócios no setor de matérias-primas.

A administração da Warner Music, dirigida pelo presidente-executivo Edgar Bronfman, espera que a aquisição permita à empresa adotar maiores apostas estratégicas para lidar com o atual declínio na indústria da música. O setor está sofrendo há uma década com a transição de formatos físicos como CDs para a distribuição digital por meio de serviços como o iTunes, da Apple.

(Reportagem de Yinka Adegoke e Sayantani Ghosh em Bangalore)