Venda de computadores crescerá 13% em 2011 na A. Latina, diz IDC

terça-feira, 10 de maio de 2011 16:25 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A venda de computadores, incluindo desktops, notebooks e netbooks, deve subir de 13 por cento na América Latina em 2011, mostrou levantamento da empresa de pesquisas IDC divulgado nesta terça-feira.

Apesar do arrefecimento da expansão econômica na região, o total de vendas desses produtos deve atingir a marca de 36,3 milhões de unidades.

A categoria de netbooks terá destaque nas vendas, cujo volume de vendas, segundo a entidade, deve ser 29 por cento superior ao ano passado, favorecido por políticas educativas estatais na Argentina, no Brasil e na Venezuela. A previsão aponta para a comercialização de 7,4 milhões de unidades.

As vendas de notebooks manterão suas taxas de crescimento altas, com expansão de 18 por cento sobre 2010 e atingindo 13,1 milhões de unidades comercializadas, segundo estimativa do IDC.

Segundo a empresa, o bom momento econômico pelo qual passa a América Latina e o aumento do poder aquisitivo dos consumidores de alguns países irão motivar a expansão.

Já os desktops serão desfavorecidos e devem enfrentar crescimento menos acelerado no médio e longo prazo, de apenas 3 por cento sobre 2010.

A demanda de usuários domésticos e corporativos elevará o número de desktops vendidos para cerca de 15,7 milhões de unidades.

(Por Priscila Jordão; Edição de Cesar Bianconi)