Donos da Skype lucrarão US$5 bilhões--fonte

quarta-feira, 11 de maio de 2011 10:28 BRT
 

Por Megan Davies e Jennifer Saba

NOVA YORK (Reuters) - Os donos do Skype, liderados pelo grupo de capital privado Silver Lake, devem lucrar mais de três vezes o valor investido na aquisição da empresa, com um ganho de capital da ordem de cinco bilhões de dólares com a venda da empresa à Microsoft, disse uma fonte informada sobre a situação.

É um ganho especialmente grande se considerado que os investidores controlam o Skype há apenas 18 meses, quando adquiriram a maioria das ações da empresa junto ao eBay. Isso representa um prazo curto de retorno para o setor de capital privado, que usualmente conduz investimentos com horizonte de tempo de três a cinco anos.

O preço de 8,5 bilhões de dólares que a Microsoft pagará pelo Skype reflete o ágio que vem sendo obtido pelos ativos procurados de redes sociais e o número de potenciais compradores interessados.

O acordo de aquisição do Skype pela Microsoft foi anunciado na segunda-feira.

O Skype, que estava considerando uma oferta inicial de ações, despertou o interesse de empresas como Facebook e Google, de acordo com fontes.

A Cisco Systems também estava interessada, disse uma fonte. Representantes da Cisco não foram localizados de imediato para comentar.

Uma preocupação que o Skype e seus proprietários podem ter tido é a de determinar se não estão abrindo mão de valor substancialmente maior, dada a escalada nas avaliações de empresas como o Facebook e Groupon.

Isso pode explicar a demora de seis semanas antes que as negociações entre Skype e Microsoft fossem concluídas. A Microsoft decidiu apresentar uma oferta não solicitada, pelo valor no qual o acordo foi enfim concluído, em 18 de abril, informou a empresa.

"Não é como se o acordo tivesse sido fechado em cinco dias; ele foi negociado ao longo das últimas semanas," disse uma fonte próxima das negociações. "Eles tiveram tempo de digerir o preço, de compreender os parâmetros do contrato e por fim de decidir os últimos detalhes."

Havia muito em jogo para a Microsoft. A maior produtora mundial de software sofreu uma série de revezes, entre os quais o fracasso na aquisição do Yahoo e tropeços no mercado da telefonia móvel, agora dominado por Google e Apple.

 
<p>O presidente-executivo da Microsoft, Steve Ballmer, e o presidente-executivo do Skype, Tony Bates, apertam as m&atilde;os em coletiva de imprensa em San Francisco, Estados Unidos, 10 de maio de 2011. Com o acordo, os donos do Skype, liderados pelo grupo de capital privado Silver Lake, devem lucrar mais de tr&ecirc;s vezes o valor investido na aquisi&ccedil;&atilde;o da empresa. 10/05/2011 REUTERS/Susana Bates</p>