Avião movido a energia solar faz primeira viagem internacional

sexta-feira, 13 de maio de 2011 12:15 BRT
 

Por Christopher Le Coq

BRUXELAS (Reuters) - Um avião movido a energia solar iniciou o primeiro voo internacional desse tipo no mundo nesta sexta-feira, para mostrar o potencial da viagem aérea não-poluente.

O Solar Impulse decolou de Payerne, no oeste da Suíça, na manhã desta sexta-feira e deve pousar no aeroporto de Bruxelas em 12 horas.

"O objetivo é mostrar o que podemos fazer com a tecnologia existente em termos de energia renovável e a capacidade de poupar energia", disse o co-fundador do projeto e piloto Andre Borschberg à Reuters por telefone de pleno voo.

Borschberg acredita que esse tipo de tecnologia solar pode ser copiado para fornecer energia a carros e residências.

"É simbólico conseguirmos viajar de um lugar para outro usando energia solar", afirmou.

O projeto Solar Impulse começou em 2003 com um orçamento de 90 milhões de euros (128,6 milhões de dólares) durante dez anos, e envolveu engenheiros da fabricante de elevadores suíça Schindler e financiamento para pesquisa do grupo químico belga Solvay.

O avião, que requer 12.000 células solares, embarcou em seu primeiro voo em abril de 2010 e completou um voo de 26 horas, um tempo recorde de voo para uma aeronave movida a energia solar, três meses depois.

Com uma velocidade média de voo de 70 quilômetros por hora, o Solar Impulse não é uma ameaça imediata aos jatos comerciais, que conseguem se deslocar a uma velocidade 10 vezes maior. O voo de Genebra para Bruxelas pode demorar pouco mais de uma hora para um avião comercial padrão.

(Reportagem de Christopher Le Coq)