Ação da RIM se aproxima de mínima em 2 anos após recall

segunda-feira, 16 de maio de 2011 16:25 BRT
 

TORONTO (Reuters) - As ações da Research In Motion se aproximaram de sua mínima em dois anos nesta segunda-feira após a fabricante do BlackBerry afirmar que fará um recall de 1.000 unidades do recém lançado tablet PlayBook devido a uma falha no sistema operacional.

A empresa canadense tem sofrido diversos problemas nos últimos meses, desapontando investidores com uma redução nas vendas e divulgação de previsões fracas de lucro.

A RIM informou que o lote de aparelhos despachados continha uma "compilação de sistema operacional que pode impossibilitar os aparelhos de carregar o software durante a configuração inicial".

"Provavelmente isso não muda nada do ponto de vista financeiro, mas representa outra mancha para a empresa do ponto de vista de execução", disse o analista Matthew Thornton, da Avian Securities a respeito do recall.

A maioria dos aparelhos afetados ainda estava em processo de distribuição e ainda não havia chegado a consumidores, disse a RIM em comunicado.

O lote defeituoso foi enviado à rede norte-americana de varejo Staples, afirmou o blog de tecnologia Engadget no sábado. A Staples não respondeu a pedidos de comentários.

As ações da RIM, listadas na Nasdaq, chegaram a cair a 42,61 dólares, apenas 0,09 dólar acima da depressão de agosto de 2010. Uma queda abaixo de 42,52 dólares representaria o menor preço desde março de 2009 e daria à empresa um valor de mercado de 22,2 bilhões de dólares. Às 15h51 (horário de Brasília), a ação da companhia operava perto da estabilidade, a 43,25 dólares.

Este ano, as ações da RIM perderam um quarto de seu valor.

A RIM esperava que o lançamento do PlayBook poderia retomar o brilho da companhia, mas o produto recebeu fracas avaliações e críticas de ter sido apressado antes de ficar pronto.   Continuação...