Dell eleva previsão para 2012, ações avançam 5 por cento

terça-feira, 17 de maio de 2011 19:19 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - A Dell reportou um lucro para o primeiro trimestre fiscal muito acima das previsões de Wall Street, e a empresa, segunda maior fabricante global de computadores pessoais, elevou sua estimativa para a receita operacional de 2012, citando expectativas de uma forte temporada de volta às aulas e gastos públicos.

A empresa reportou lucro líquido de 945 milhões de dólares, ou 0,49 dólar por ação, mais que os 341 milhões de dólares, ou 0,17 dólar por ação, registrados um ano atrás.

Excluindo itens extraordinários, a Dell lucrou 0,55 dólar por ação, superando facilmente a estimativa média de 0,44 dólar por ação, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

A receita no primeiro trimestre fiscal, encerrado em 29 de abril, subiu para 15 bilhões de dólares, ante 14,87 bilhões de dólares no ano passado. Ainda assim, a receita ficou pouco abaixo da estimativa média de 15,4 bilhões de dólares, segundo dados colhidos pela Thomson Reuters I/B/E/S.

A margem bruta ficou em 22,9 por cento no trimestre, acima da previsão média de 20,35 por cento, amparada pela força de seus negócios corporativos, dentre eles servidores e armazenamento de dados.

A fabricante de PCs elevou sua expectativa de crescimento na receita, excluindo itens extraordinários, para a faixa entre 12 e 18 por cento, contra intervalo anterior entre 6 e 12 por cento. A Dell também reafirmou a previsão de que sua receita crescerá entre 5 e 9 por cento em 2012.

As ações da empresa --sediada em Round Rock, Texas-- saltavam 5 por cento no after-market, após recuarem 0,63 por cento no pregão regular.

Os resultados superiores às expectativas contrastaram fortemente com os da concorrente HP, que desapontou investidores ao cortar sua previsão de lucro, o que derrubou seus papéis em mais de 7 por cento.

A Dell ainda gera a maior parte de sua receita com a venda de computadores pessoais, mas está adotando novas medidas para diversificar suas base de receita, dada a fraca demanda por PCs.

A Dell quer se tornar um grande player no mercado de equipamentos para data centers e também ganhar espaço no crescente mercado de aparelhos móveis com tablets e smartphones. No entanto, a companhia enfrenta uma dura competição nesses segmentos de empresas como IBM e HP.

(Reportagem de Poornima Gupta)