Colômbia é a bola da vez em venda de endereços de Internet?

quinta-feira, 2 de junho de 2011 11:14 BRT
 

Por Georgina Prodhan

LONDRES, 2 de junho (Reuters) - Empresas globais como Twitter e Amazon.com estão comprando endereços de Internet colombianos, sob o domínio .co, atraídas pela possibilidade de garantir a extensão .co ou ter um nome mais curto.

A Colômbia, que só tinha 28 mil endereços de Internet registrados antes de criar o domínio .co um ano atrás, acaba de registrar o milionésimo endereço.

"É reconhecível em todo o mundo, curto e conta com uma tecnologia incrível como base," diz Juan Diego Calle, presidente-executivo da .CO Internet, operadora de registro para o domínio .co.

Ele diz que a companhia atrai principalmente pequenas empresas que não conseguiram obter um endereço .com que as agradasse --mais de 90 milhões de endereços .com já foram registrados. Mas há companhias de grande porte que também estão buscando o novo domínio.

O Twitter, por exemplo, registrou o endereço t.co, a Amazon tem um domínio .co, e o grupo de varejo online norte-americano Overstock está se reposicionando internacionalmente com o domínio o.co.

Calle, um colombiano experiente como empresário de Internet, investiu 5 milhões de dólares para criar a .CO Internet e derrotou rivais como a VeriSign, que atua como registro mundial para os domínios .com e .net.

A empresa sediada em Miami assumiu a gestão do .co em julho de 2010, e organizações ou pessoas agora podem comprar um endereço .co a partir de 11,99 dólares, em empresas de registro de endereços online como a Go Daddy.

Nomes curtos e atraentes como t.co não são vendidos por meio dessas empresas, mas em negociações particulares diretas.   Continuação...