Polícia espanhola detém hackers do Anonymous após ataque à Sony

sexta-feira, 10 de junho de 2011 11:49 BRT
 

MADRI (Reuters) - A polícia espanhola deteve três suspeitos de integrar o grupo Anonymous, na sexta-feira, por acusações de ataques de hackers contra alvos que incluem a PlayStation Network, da Sony, governos, empresas e bancos.

A polícia informou que os acusados, detidos em Almeria, Barcelona e Alicante, eram culpados de ataques coordenados de hackers, originados de um servidor instalado em uma casa em Gijon, no norte da Espanha.

A polícia espanhola alegou que os três supostos "hacktivistas" estavam envolvidos na invasão da PlayStation Network, que paralisou os serviços da rede por um mês, bem como em ciberataques aos bancos espanhóis BBVA e Bankia e ao grupo italiano de energia Enel.

Membros do grupo Anonymous, uma organização dispersa conhecida pelo uso das máscaras de Guy Fawkes tornadas populares pelos quadrinho "V de Vingança", também invadiram sites dos governos do Egito, Argélia, Líbia, Irã, Chile, Colômbia e Nova Zelândia, segundo a polícia.

"Eles se organizam em células independentes e realizam milhares de ataques simultâneos usando computadores 'zumbis' infectados em todo o mundo. É por isso que a Organização para o Tratado do Atlântico Norte (Otan) os considera como ameaça à aliança militar", afirmou a polícia em seu comunicado.

"Eles têm até mesmo a capacidade de provocar colapso na estrutura administrativa de um país", afirma o texto.

As detenções são as primeiras realizadas na Espanha envolvendo membros do grupo Anonymous, depois de operações semelhantes conduzidas nos Estados Unidos e Reino Unido.

A polícia não descartou a possibilidade de novas prisões.