Disputa judicial entre Facebook e gêmeos Winklevoss continua

terça-feira, 14 de junho de 2011 16:15 BRT
 

Por Jonathan Stempel

NOVA YORK (Reuters) - Pode ser que somente a Suprema Corte dos Estados Unidos encerre uma batalha de longa data entre um par de gêmeos remadores e o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg.

Zuckerberg perdeu uma disputa judicial que era sua esperança de encerrar a briga com Cameron e Tyler Winklevoss, que o acusam de roubar sua ideia para o site da rede social mais popular do mundo. A disputa foi encenada no filme "A Rede Social", de 2010.

Os gêmeos estão lutando contra a decisão de um tribunal federal de recursos de San Francisco que apoiou o acordo de 65 milhões de dólares em dinheiro e ações feito entre eles e o Facebook em 2008.

Enquanto os gêmeos apresentam seu recurso à Suprema Corte, as disputas relacionadas ficarão paralisadas, determinou a corte no fim da segunda-feira.

Isso significa que o Facebook e Zuckerberg não podem buscar o arquivamento de um processo separado na Corte Federal de Boston.

"O Facebook fez uma barganha por paz judicial", argumentaram os advogados de Zuckerberg em um documento a uma corte de apelação, que determinou a decisão de segunda-feira. "O momento adequado de encerrar esse litígio já passou há muito tempo."

Jerome Falk, advogado dos Winklevoss, não respondeu imediatamente a um telefonema pedindo comentários.

Cameron e Tyler Winklevoss classificam o acordo de 65 milhões de dólares como fraudulento, pois o Facebook teria escondido informações deles. Assim, eles acreditam merecer mais dinheiro.

(Reportagem de Jonathan Stempel)