Lucro da Adobe supera previsões de Wall Street

terça-feira, 21 de junho de 2011 18:59 BRT
 

SEATTLE (Reuters) - A Adobe reportou nesta terça-feira salto de 54 por cento em seu lucro líquido trimestral e atingiu sua meta de crescimento de vendas à medida que a demanda por suas aplicações se manteve mesmo em face de economias vacilantes e problemas no Japão, um de seus maiores mercados.

A ação da maior fabricante de softwares de design recuou 1,6 por cento em negociações após o fechamento do mercado.

A Adobe, que produz o aplicativo baseado em navegador Flash, o software Omniture e a aplicação de manipulação de documentos Acrobat, reportou lucro líquido em seu segundo trimestre fiscal de 229,4 milhões de dólares, ou 0,45 dólar a ação, frente a 148,6 milhões de dólares, ou 0,28 dólar a ação, no mesmo período do ano anterior.

Excluindo itens extraordinários, a empresa reportou lucro de 0,55 dólar por ação. Wall Street esperava lucro de 0,51 dólar por ação, em média, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

As vendas avançaram 9 por cento para 1,02 bilhão de dólares. Analistas esperavam 994,8 milhões de dólares, em média.

A Adobe avisou em março que as vendas seriam reduzidas no trimestre devido a uma interrupção após o terremoto acompanhado de tsunami que atingiu o Japão, correspondente a 13 por cento das vendas no último ano fiscal da companhia.

A empresa disse nesta terça-feira que mantém sua meta de crescimento de 10 por cento na receita no seu ano fiscal de 2011, que se encerra em dezembro.

Para o trimestre atual, a previsão de lucro da Adobe é de 0,50 a 0,56 dólar por ação, excluindo itens extraordinários, em linha com a média estimada por analistas de 0,54 dólar. A companhia prevê vendas de 1 bilhão a 1,05 bilhão de dólares, conforme o 1,02 bilhão de dólares esperado por analistas.

(Reportagem de Bill Rigby)