Gêmeos Winklevoss acionam novamente a Justiça contra o Facebook

sexta-feira, 24 de junho de 2011 12:56 BRT
 

(Reuters) - Os atletas olímpicos de remo Cameron e Tyler Winklevoss estão novamente acionando a justiça contra o Facebook, um dia após terem decidido não apelar de uma decisão da Suprema Corte dos Estados Unidos, que manteve em 65 milhões de dólares um acordo entre eles e a empresa.

Em um documento entregue na quinta-feira à corte distrital de Massachusetts, nos EUA, os gêmeos e seu sócio, Divya Narendra, disseram que apelariam ao tribunal para tentar descobrir se o Facebook "intencionalmente ou inadvertidamente suprimiu evidências" durante os procedimentos do acordo.

Os três alegam há anos que o fundador do Facebook Mark Zuckerberg roubou a ideia deles de montar um site universitário de relacionamentos, que mais tarde veio a se tornar a rede social mais popular do mundo.

O acordo original pretendia resolver a disputa entre e Zuckerberg e os Winklevosses, que foi base do filme "A Rede Social", de 2010.

Mas, após concordarem com o acordo por ações e dinheiro, os Winklevosses buscaram desfazê-lo, dizendo que foi feito de maneira fraudulenta por o Facebook ter ocultado informações, e que eles mereciam mais dinheiro.

Tyler Meade, advogado dos Winklevoss e de Narendra, recusou fazer comentários.

Em um comunicado, o advogado do Facebook Neel Chatterjee se limitou a dizer que "estas são velhas e infundadas alegações que já foram consideradas e rejeitadas anteriormente pelas cortes".

(Reportagem de Jochelle Mendonca em Bangalore)