Sony reorganiza unidade de videogames após ataque hacker

quarta-feira, 29 de junho de 2011 08:57 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - O executivo com o segundo cargo mais alto da Sony, Kazuo Hirai, vai deixar o controle da unidade de videogames da empresa até setembro, abrindo caminho para um veterano da companhia, meses após hackers lançarem um massivo ataque contra a gigante de eletrônicos.

Um porta-voz da Sony Computer Entertainment (SCEI) negou que as mudanças tenham ligação com a invasão ocorrida em abril, que expôs informações de 77 milhões de usuários da PlayStation Network e forçou a Sony a fechar a rede por cerca de um mês.

Hirai, promovido em abril para administrar todos os negócios da Sony ligados ao consumidor, é visto como o candidato favorito à sucessão do presidente-executivo e presidente do conselho da Sony, Howard Stringer.

Hirai, de 50 anos, que também ocupa a presidência da SCEI, se tornará presidente do conselho da unidade de videogames.

Já Briton Andrew House, de 46 anos, assumirá como novo presidente da unidade e presidente-executivo da SCEI a partir de 1o de setembro, informou a Sony em comunicado, assumindo efetivamente as rédeas da unidade. House é, atualmente, presidente da unidade de videogames na Europa.

Analistas não viram as mudanças como um contratempo para Hirai.

"Ele está na posição principal para dirigir toda a companhia, então precisa se focar nisso, o provável motivo pelo qual eles buscaram um sucessor para o negócio de videogames", disse o analista Nobuo Kurahashi da Mizuho Investors' Securities.

(Reportagem de Isabel Reynolds)