Oracle acirra disputa judicial com HP

quinta-feira, 30 de junho de 2011 16:32 BRT
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - O processo judicial da Hewlett-Packard contra a Oracle é um golpe de publicidade cujo objetivo é culpar a companhia pelas "perturbações" que ocorrerão quando a HP tiver de encerrar seus negócios com servidores acionados por chips Itanium, afirmou a Oracle em um documento enviado à justiça norte-americana.

A Oracle decidiu em março que suspenderia seu apoio aos chips Itanium, desenvolvidos para tarefas pesadas de processamento de dados, alegando que a Intel havia deixado claro que o chip chegara ao final de seu ciclo de vida e que o foco da empresa estaria em seus microprocessadores da família x86.

A HP definiu a decisão da Oracle como "comportamento anticonsumidor". A empresa abriu processo contra a Oracle em um tribunal estadual da Califórnia no começo deste mês.

Em um documento oficial divulgado nesta quarta-feira no site da Oracle, a companhia solicita que o tribunal rejeite os esforços da HP para impor confidencialidade à documentação do caso.

A Oracle acusou a HP de perpetuar o "mito" de que há um plano de 10 anos para o desenvolvimento do Itanium, ao invés de informar aos seus clientes de que a linha de chips seria descontinuada.

"Agora, a HP está processando a Oracle por ter a temeridade de dizer a verdade aos clientes", afirma a Oracle em sua petição. Os esforços da HP para proibir a divulgação de documentos perpetuam sua tentativa de ocultar os fatos, segundo a Oracle.

Mylene Mangalindan, porta-voz da HP, disse que a empresa aguarda ansiosamente a oportunidade de provar seus argumentos no tribunal.

"A Oracle exibiu séria desconsideração aos clientes conjuntos da HP e Oracle, para com os quais têm obrigações contratuais a cumprir," disse Mangalindan.

(Reporting by Dan Levine)