Oi e Telefônica participam de plano nacional de banda larga

quinta-feira, 30 de junho de 2011 19:53 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - As operadoras Oi, Telefônica, CTBC e Sercomtel vão participar do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), afirmou nesta quinta-feira o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo.

O custo mensal do serviço será de 35 reais e a velocidade de transmissão de dados será de 1 megabyte (MB). As empresas têm até 90 dias para começar a oferecer o produto de banda larga popular.

Segundo o ministro, a adesão dessas empresas ao PNBL será assinada ainda nesta quinta-feira, assim como a revisão dos contratos de concessão das operadoras fixas.

O ministro disse que a meta do PNBL é disponibilizar o serviço nacionalmente até 2014. "O escalonamento será combinado com as empresas", afirmou.

Além disso, Bernardo disse que o PNBL prevê --sem estabelecer preço de antemão-- que até 2014 as empresas precisam oferecer, "em larga escala", Internet com velocidade de 5 MB.

Questionado sobre a qualidade do serviço de Internet que será oferecido e se a velocidade de 1 MB será "nominal" ou "real", Bernardo disse que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) vai definir, até 31 de outubro, as regras de qualidade do produto de banda larga no âmbito do PNBL.

O presidente da Telefônica, Antonio Carlos Valente, que acompanhou a entrevista do ministro, disse esperar que outras empresas se juntem ao PNBL, mas admitiu dificuldades para oferecer o serviço, em rede fixa, a 35 reais.

Valente, porém, disse que nas redes móveis a escala é outra. "Toda essa engenharia é complexa. Vamos ter que fazer alguns ajustes", disse.

ELETROBRAS   Continuação...