Telefónica reafirma metas após reduzir custos com demissões

sexta-feira, 15 de julho de 2011 11:17 BRT
 

MADRI (Reuters) - O plano da Telefónica de demitir até 6.500 funcionários terá impacto positivo no caixa da companhia a partir do primeiro ano, permitindo à empresa garantir a investidores céticos que seus compromissos de retorno a acionistas são viáveis.

A companhia informou nesta sexta-feira que o corte de 20 por cento no quadro de funcionários na Espanha custará 2,7 bilhões de euros, mas ressaltou que o impacto no caixa não está incluído nas metas de dividendos e receita fornecidas no início deste ano.

A maior operadora de telefonia da zona do euro prometeu pagar um dividendo de 1,75 euro por ação em 2012 e estabeleceu uma meta de remuneração aos acionistas de no mínimo 1,75 euro a partir do ano que vem, números que os analistas contestam considerando o complicado cenário atual.

As medidas devem ajudar a Telefónica a superar a forte concorrência em seu mercado doméstico, onde operadoras de baixo custo estão conquistando clientes da companhia em meio ao cenário de desemprego de mais de 20 por cento.

"Os resultados nos próximos anos serão apoiados na grande eficiência em custos com pessoal", afirmou a empresa.

(Por Elisabeth O'Leary)