Mais de 100 são presos por fraude eletrônica nos EUA e Romênia

sexta-feira, 15 de julho de 2011 19:03 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - As polícias dos Estados Unidos e da Romênia detiveram mais de 100 pessoas em um esforço de um ano para interromper esquemas de fraude que custaram aos norte-americanos mais de 100 milhões de dólares, afirmou o Departamento de Justiça dos EUA nesta sexta-feira.

A polícia romena realizou 117 mandados de busca nesta sexta-feira, disse o Departamento de Justiça. Foram presas 90 pessoas em operações feitas em nove cidades, relatou a BBC.

As fraudes funcionavam da seguinte forma: romenos se passando por cidadãos dos EUA faziam anúncios nos sites Craiglist ou eBay sobre a venda de um automóvel, barco ou outro produto caro. Depois, se ofereciam para pagar pela entrega do produto caso o comprador mandasse o dinheiro para eles antes.

Uma vez enviado o dinheiro, pessoas chamadas de "arrows" o retiravam, usando, frequentemente, identidades falsas.

"Depois, enviavam o dinheiro para pessoas de outros locais, normalmente para indivíduos na Romênia, descontada uma comissão", afirmou o Departamento de Justiça.

A polícia norte-americana prendeu os indivíduos que transferiam o dinheiro na Flórida, Kentucky, Missouri, Pensilvânia e Texas nos últimos 18 anos.

A maioria é acusada de fraude eletrônica ou crimes semelhantes. Vários deles confessaram a culpa.

Esse tipo de fraude--de não entregar mercadorias prometidas em vendas na Internet-- foi a forma mais comum de fraude na Internet no ano passado, de acordo com dados da polícia federal norte-americana, o FBI.

(Reportagem de Diane Bartz)