18 de Julho de 2011 / às 14:08 / 6 anos atrás

Antes de anúncio de resultados, ações da Apple parecem baratas

Por Poornima Gupta

SAN FRANCISCO (Reuters) - A Apple deve anunciar mais um resultado trimestral excepcional, mas alguns investidores preferem esperar por um segundo semestre ainda mais espetacular, quando o novo iPhone for lançado e um novo serviço de conteúdo online ganhar ímpeto.

Números sólidos no relatório trimestral da empresa, que será divulgado nesta terça-feira, podem reverter o desânimo quanto às suas ações, cuja alta até recentemente parecia irreversível, mas que estão paralisadas desde que o presidente-executivo, Steve Jobs, se licenciou do posto em janeiro por razões médicas não especificadas.

As ações da Apple estão relativamente imóveis após valorização de 400 por cento nos últimos 30 meses. O preço dos papéis aumentou em 11 por cento este ano, mas continua bem inferior às projeções de cerca de 450 dólares que as corretoras mantinham.

Na sexta-feira, as ações subiram 2 por cento, em antecipação a um faturamento e lucro mais altos no segundo trimestre, com a redução da escassez de componentes para o iPad e a aceleração de vendas nos mercados internacionais.

“A ação continua tendo preço muito atraente, especialmente com relação ao mercado mais amplo,” disse Channing Smith, co-diretor do Capital Advisors Growth Fund, que detém ações da Apple.

“Cerca de uma vez por ano você tem uma oportunidade quando uma ação encontra obstáculos momentâneos e as preocupações de curto prazo se manifestam... É sua janela de oportunidade,” disse Tony Ursillo, analista da Loomis Sayles & Co, que também tem ações da Apple.

Além de Jobs, que sobreviveu a uma forma rara de câncer pancreático e é a inspiração para muitos dos produtos mais marcantes da Apple, o mercado está preocupado com a ascensão do Google nos celulares de alta performance e com a intensificação da concorrência entre Apple, Google e Amazon.com no conteúdo digital.

Mas a maior empresa mundial de tecnologia por valor de mercado deve apresentar cenário positivo no curto prazo ao anunciar os resultados na terça-feira.

Vendas sólidas do iPhone nos mercados internacionais e demanda forte pelo iPad 2 devem ter ajudado os resultados do segundo trimestre, também favorecido pela menor escassez de componentes que vinha restringindo as vendas do tablet.

A antecipação do novo iPhone pode ter resultado em certa desaceleração nas vendas do trimestre, mas analistas ainda esperam que as encomendas fiquem na casa dos 17 milhões de unidades.

O mercado estima que a Apple tenha vendido cerca de 8 milhões de iPads, juntamente com 4 milhões de unidades do Macintosh.

Já a previsão de lucro é de 5,83 dólares por ação, com receita de 24,9 bilhões de dólares, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S. A Apple superou as projeções de Wall Street por 13 trimestres seguidos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below