Falsa Apple Store na China engana até funcionários da loja

quinta-feira, 21 de julho de 2011 11:16 BRT
 

Por Melanie Lee

XANGAI, 21 de julho (Reuters) - Falsificadores chineses costumam tirar máxima vantagem da venda de cópias do iPhone e do iPad, sucessos de vendas da Apple, mas um deles parece ter ido um passo além, criando uma falsa Apple Store quase perfeita, que chega a enganar até funcionários da loja.

A loja em Kunming foi encontrada acidentalmente por um blogueiro norte-americano de 27 anos que vive na cidade, a capital da montanhosa província chinesa de Yunnan, no sudoeste do país.

Ostentando o logotipo branco da Apple, mesas de madeira e atendentes entusiasmados que dizem trabalhar para a fabricante do iPhone, a loja se parece exatamente com as demais lojas da Apple espalhadas pelo mundo, de acordo com o blogueiro, que usa o pseudônimo "BirdAbroad".

Mas a Apple não tem lojas em Kunming, e apenas 13 revendedores autorizados na cidade, que não têm autorização para usar o nome Apple Store ou alegar que trabalham para a Apple.

"É uma cópia perfeita de uma Apple Store. Uma bela falsificação, brilhante, a melhor loja pirata que já vimos", publicou o blogueiro anônimo na quarta-feira. "Como somos curiosos, puxamos conversa com os vendedores, que acreditam realmente que trabalham para a Apple."

Não se sabe se a loja vende produtos Apple genuínos ou falsificados. Existem inúmeros revendedores não autorizados de produtos eletrônicos da Apple e de outras marcas em toda a China, que vendem produtos legítimos, mas os obtêm no exterior e contrabandeiam para o país, sonegando impostos.

A loja tem seções dedicadas a diferentes produtos da Apple, como acontece nos verdadeiros pontos de venda da empresa norte-americana, e publicidade do iPhone 4 e do MacBook Pro, de acordo com fotos publicadas no blog (here).

A Apple se recusou a comentar o assunto. A empresa reportou fortes resultados trimestrais na terça-feira, com ajuda de crescimento na Ásia, especialmente na China.

A empresa demorou a estabelecer sua marca na China, mas no momento conta com quatro lojas em Pequim e Xangai, e está planejando duas outras para este ano: mais uma em Xangai e outra em Hong Kong.