Icahn diz que Motorola precisa explorar alternativas a patentes

quinta-feira, 21 de julho de 2011 17:55 BRT
 

Por Sinead Carew

NOVA YORK (Reuters) - O investidor bilionário Carl Icahn afirmou que a Motorola deve explorar alternativas para seu portifólio de patentes, levando a ação da companhia chegou a saltar até 23 por cento.

Os comentários de Icahn, maior acionista único da Motorola, com uma fatia de 11,36 por cento da empresa, ocorrem após a recente venda de patentes da Nortel por 4,5 bilhões de dólares e do anúncio de que a InterDigital está procurando um comprador.

Icahn deu início a discussões com a Motorola na quarta-feira sobre a exploração de "alternativas quanto a seu portifólio de patentes, a fim de aumentar o valor da companhia para seus acionistas", segundo documentos entregues à Securities Exchange Comission (SEC) dos Estados Unidos.

Em resposta, a Motorola disse que a companhia analisa continuamente seu direcionamento estratégico. Icahn não estava imediatamente disponível para comentários.

Antes da afirmação do investidor, analistas comentavam que a avaliação da Motorola poderia estar depreciada.

Icahn investiu pela primeira vez na Motorola após o negócio da companhia começar a decair em 2006 devido à falta de aparelhos competitivos.

O investidor havia criticado fortemente a equipe administrativa da companhia no momento e apoiou que a empresa se dividisse para melhorar sua avaliação. Desde então, a Motorola contratou um novo presidente-executivo e se dividiu em duas no início do ano.