Facebook é dispensado de novo processo dos gêmeos Winklevoss

sexta-feira, 22 de julho de 2011 17:35 BRT
 

Por Jonathan Stempel

NOVA YORK (Reuters) - O Facebook foi dispensado do segundo processo contra a empresa e seu fundador, Mark Zuckerberg, feito pelos gêmeos Cameron e Tyler Winklevoss, que buscavam aumentar o valor de seu acordo de 65 milhões de dólares com a rede social.

O juiz norte-americano Douglas Woodlock, de Boston, dispensou a companhia do litígio, três meses após um tribunal de apelos em San Francisco, Califórnia, permitir a tramitação de um processo semelhante.

O acordo de 2008 pretendia encerrar as acusações de que Zuckerberg teria roubado a ideia dos gêmeos para desenvolver o site, que se tornou a rede social mais popular do mundo.

Zuckerberg criou o Facebook em 2004 em seu dormitório na Universidade de Harvard. Seu conflito com os Wiklevoss, que competiram na Olimpíada de Pequim de 2008 e também estudaram em Harvard, foi encenado no filme "A Rede Social".

Em 22 de junho, os Winklevoss decidiram não contestar a decisão de um tribunal da Califórnia junto à Suprema Corte.

Em vez disso, eles e sua sócia Divya Narendra entraram com o processo em Boston, com um argumento diferente, de que o Facebook havia "intencionalmente suprimido evidências" sobre a rede social em negociações, incluindo informações trocadas no momento da fundação da rede.

Mas na decisão desta sexta-feira, Woodlock aceitou o argumento do Facebook de que as substanciais queixas dos Winklevoss já foram rejeitadas por outros tribunais.