TIM vê crescimento em linhas e fortalecimento de caixa

quarta-feira, 3 de agosto de 2011 16:51 BRT
 

Por Sérgio Spagnuolo

SÃO PAULO (Reuters) - A TIM Participações prevê a manutenção do crescimento em linhas móveis até o fim do ano e espera um maior fortalecimento de caixa na segunda metade de 2011.

Nesta quarta-feira, a empresa ingressou no Novo Mercado da Bovespa, tornando-se a primeira operadora de telefonia do Brasil a integrar este segmento da bolsa paulista, além de alterar o código de negociação das ações para TIMP3.

"A entrada no Novo Mercado acaba com a especulação de que a empresa não vai ter comprometimento de longo prazo no Brasil", disse o presidente da TIM no Brasil, Luca Luciani, em evento na sede da BMF&Bovespa.

A TIM foi alvo de rumores, nos últimos anos, de que sua controladora Telecom Italia poderia colocar à venda a operação brasileira em decorrência de resultados considerados fracos.

No último ano, entretanto, a base de clientes móveis da operadora cresceu substancialmente e, em junho, a companhia alcançou a Claro no segundo lugar do ranking do setor, com 25,55 por cento de participação de mercado cada uma, fechando o primeiro semestre com 55,5 milhões de linhas.

A TIM tem como meta agora chegar a 60 milhões de assinantes até dezembro, o que teria impacto positivo na receita de serviços.

Na terça-feira, a empresa divulgou resultados acima da média das previsões de analistas.

"É interessante notar que o crescimento da receita de serviços da TIM está acelerando trimestre após trimestre", escreveu em nota o analista Carlos Siqueira, do BTG Pactual.   Continuação...