Despesas e ajustes fazem B2W perder R$22,5 mi no 1o semestre

sexta-feira, 5 de agosto de 2011 09:03 BRT
 

SÃO PAULO, 5 de agosto (Reuters) - A combinação de ajustes de valores de mercadorias e despesas decorrentes de atrasos em entregas levou a B2W, dona dos sites Americanas.com, Submarino e Shoptime, a contabilizar um prejuízo de 22,5 milhões de reais na primeira metade de 2011, revertendo o lucro líquido de 32 milhões de reais apurado um ano antes.

No segundo trimestre apenas, a companhia registrou prejuízo líquido de 20,9 milhões de reais, comparado a ganho de 17,9 milhões de reais no mesmo período de 2010 e à média de quatro previsões de analistas obtidas pela Reuters que apontava para lucro de 7,4 milhões de reais.

O balanço da empresa de comércio eletrônico veio com um aumento de dois dígitos na linha de despesas, sendo o maior deles equivalente às perdas com vendas, que cresceram 12,3 por cento, somando 288,7 milhões de reais no primeiro semestre.

Já as despesas operacionais aumentaram 11,8 por cento de janeiro a junho, para 356,6 milhões de reais. O item, segundo a B2W, foi impactado por despesas não recorrentes relacionadas à solução de problemas de entrega ocorridos em dezembro de 2010.

O resultado semestral também foi pressionado pelo Ajuste a Valor Presente (AVP) de mercadorias, que teve efeito líquido negativo de 17 milhões de reais, contra 6,6 milhões um ano antes. De acordo com a empresa, se excluído tal efeito, o prejuízo do primeiro semestre foi de 5,5 milhões de reais.

Nos seis meses até junho, a B2W apurou resultado financeiro líquido negativo de 170,8 milhões de reais, após 138,2 milhões na primeira metade de 2010, também afetado pelo AVP.

A geração de caixa operacional da empresa medida pelo Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ficou em 234,7 milhões de reais no semestre e em 120,2 milhões no segundo trimestre, aumento de 4 por cento e queda de 1,8 por cento, respectivamente.

Enquanto isso, a receita líquida somou 2,011 bilhões de reais nos seis primeiros meses de 2011, montante 7,7 por cento superior ao visto um ano antes. Se considerados apenas os três meses até junho, a receita subiu 3 por cento, para 982,6 milhões de reais.

A B2W encerrou junho com endividamento bruto de 475,8 milhões de reais, enquanto os recursos em caixa somavam 900 milhões. Os investimentos realizados no semestre totalizaram 212,6 milhões de reais, concentrados nas áreas de logística e tecnologia.

(Por Vivian Pereira)