Apple processa lojas de Nova York por infração de marca

sexta-feira, 5 de agosto de 2011 19:56 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - A Apple venceu uma ordem de restrição temporária e uma liminar contra várias lojas em Chinatown, seção do bairro de Queens, em Nova York, que vendiam capas e outros acessórios para seus produtos.

O processo da companhia, que acusa as lojas de infringir as marcas registradas da Apple, ocorre em meio a notícias recentes sobre a descoberta de uma série de lojas falsas da Apple na China.

A Apple entrou com uma ação acusando duas lojas de infração de marca registrada: a Apple Story e a Fun Zone, assim como vários outros negócios, incluindo 50 cujos nomes não foram revelados.

Advogados da Apple não retornaram o pedido de comentário nesta sexta-feira, nem os advogados dos réus. Um empregado da Apple Story disse que a companhia não discutiria o caso. A Fun Zone não pode ser imediatamente contatada nesta tarde.

O processo se segue à descoberta de uma loja falsa da Apple na China, na qual os próprios funcionários acreditavam estar trabalhando para a fabricante do iPhone e do iPad.

Quatro outras lojas que vendiam produtos da Apple sem autorização foram descobertas posteriormente na China.

(Reportagem de Jessica Dye e Poornima Gupta)