Telebras poderá firmar novos acordos de infraestrutura para PNBL

quarta-feira, 10 de agosto de 2011 20:11 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Telebras afirmou nesta quarta-feira que foi liberada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) para firmar novos contratos com o objetivo de adquirir infraestrutura para o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), após renegociar com o órgão os preços para as companhias vencedoras de um leilão realizado em 2010.

A companhia estava impedida de firmar novos contratos para a aquisição de infraestrutura para os Pontos de Presença (POPs) até concluir as negociações com o TCU.

A renegociação resultou na redução de 43,9 milhões de reais nos contratos com as vencedoras do pregão 2/2010 para os anéis sudeste, nordeste e sul do programa.

O valor dos acordos passou de 411,6 milhões de reais para 367,7 milhões de reais, segundo comunicado no site da empresa.

A ata da rede norte foi cancelada.

De acordo com o presidente da Telebras, Caio Bonilha, o cronograma de implantação do plano foi atrasado em 75 dias devido ao impedimento.

"Durante este período, tomamos providências para mitigar o atraso com acordos de uso de redes que, inclusive, ampliarão a cobertura prevista para 2011", acrescentou em comunicado no site da empresa.

A estatal reativada pelo governo para participar do PNBL afirmou que retomará o plano de negócios e a implementação da rede imediatamente.

"Vamos tentar recuperar o tempo perdido e ligar 250 cidades ainda em 2011 nos Anéis Nordeste e Sudeste", completou Bonilha.

(Por Priscila Jordão)