Compra da Motorola pelo Google vai mudar celulares asiáticos

terça-feira, 16 de agosto de 2011 09:58 BRT
 

Por Miyoung Kim e Clare Jim

SEUL/TAIPÉ (Reuters) - Os fabricantes asiáticos de celulares que usam o sistema operacional Google Android podem se voltar a plataformas rivais como o Windows, da Microsoft, agora que o Google alterou radicalmente o cenário na telefonia móvel ao comprar a Motorola Mobility por 12,5 bilhões de dólares.

A HTC, de Taiwan, e a Samsung Electronics, da Coreia do Sul, venderam milhões de aparelhos equipados com o sistema operacional aberto Android, o que colocou o Google na liderança do florescente mercado de software para dispositivos móveis.

Mas a aquisição da Motorola pode transformar o Google de parceiro em concorrente para as mais de 30 empresas que utilizam o Android em seus aparelhos.

"O acordo fará com que a maioria dos usuários do Android perceba o quanto depende do Google e com que rapidez os planos do Google podem mudar seus negócios", disse Francisco Jeronimo, analista do grupo de pesquisa IDC.

Wall Street rapidamente apontou a Microsoft como uma das beneficiárias da transação, dado o potencial de que o Windows se beneficie caso a aquisição aliene os outros fabricantes de celulares que dependem do Android.

O Android detinha 43,4 por cento do mercado de celulares inteligentes no segundo trimestre, à frente dos 22 por cento da Nokia, de acordo com dados do grupo de pesquisa Gartner. A Apple vinha em terceiro lugar com 18 por cento.

As ações dos fornecedores asiáticos da Motorola dispararam com a notícia.

A Foxconn International Holdings, maior fabricante terceirzada de celulares no planeta, que tem a Motorola como cliente, exibiu alta de até 17 por cento, ante a perspectiva de novos negócios gerados pela aquisição.   Continuação...