Senado aprova projeto que autoriza teles em TV paga

terça-feira, 16 de agosto de 2011 19:49 BRT
 

Por Leonardo Goy e Maria Carolina Marcello

BRASÍLIA (Reuters) - O projeto que regulamenta o setor de TV por assinatura no Brasil foi aprovado no Senado nesta terça-feira.

Entre os principais pontos do projeto está a entrada de concessionárias de telefonia --como TIM e Telefônica-- no segmento de TV paga.

Segundo o relator do Projeto de Lei da Câmara (PLC) 116, senado Walter Pinheiro (PT-BA), com a aprovação do texto, o capital estrangeiro poderá deter até 50 por cento de participação em empresas de distribuição de TV por assinatura.

O senador explicou que a nova lei não muda a limitação atual, de 30 por cento, para a participação de estrangeiros no capital das empresas de radiodifusão, que produzem o conteúdo. "Nós não mexemos nisso", destacou.

"Na distribuição adotamos uma postura nova que é a participação das teles. Agregamos outros atores", disse.

O projeto também estabelece uma cota de conteúdo nacional para as TVs pagas de 3 horas e meia por semana.

"O projeto também obriga o compartilhamento de infraestrutura (entre as companhias). É por isso que para as teles há um grau de obrigação... e são obrigadas aqui a fornecer a infraestrutura", disse Pinheiro (PT-BA).

Segundo ele, pouco foi mudado do projeto que veio da Câmara. A oposição fez críticas ao projeto no que diz respeito à regulamentação da produção de conteúdo audiovisual.   Continuação...