Temor com economia global ofusca lucro da Lenovo no trimestre

quinta-feira, 18 de agosto de 2011 10:38 BRT
 

Por Lee Chyen Yee e Huang Yuntao

HONG KONG (Reuters) - A Lenovo, terceira maior fabricante mundial de computadores, se uniu aos rivais ao destacar preocupações quanto à economia mundial fraca e à crise de dívida na zona do euro, o que ofuscou a alta de quase 100 por cento no lucro do primeiro trimestre fiscal.

Impulsionada por vendas fortes na China e outros mercados emergentes, a Lenovo apresentou nesta quinta-feira resultados superiores às expectativas de analistas.

A companhia teve lucro líquido de 108,8 milhões de dólares no trimestre encerrado em junho, contra lucro revisado de 54,9 milhões de dólares no mesmo período um ano antes.

As ações da empresa, entretanto, chegaram a cair 9 por cento, em meio a uma ampla onda de venda de ações de tecnologia deflagrada por comunicados de companhias norte-americanas.

As ações da Dell, segunda maior fabricante mundial de computadores, e da líder Hewlett-Packard despencaram na quarta-feira depois que a fraca projeção anunciada pela Dell reforçou preocupações de que a recuperação esperada para os gastos de empresas e governos pode não acontecer.

"Alguns investidores podem estar preocupados que o que aconteceu com a Dell venha a se aplicar à Lenovo," disse Steve Tseng, analista da Samsung Securities. "Não creio que a questão seja uma preocupação tão grande no caso da Lenovo."

Cerca de 60 por cento dos embarques da Dell se destinam a países desenvolvidos, enquanto entre 60 e 65 por cento dos embarques da Lenovo são para mercados emergentes, disse Tseng.

"No caso da Lenovo obviamente temos exposição muito maior aos mercados emergentes. Mesmo que o crescimento mundial se desacelere, o crescimento nos mercados emergentes ainda será melhor, e não necessariamente a Lenovo deve passar por desaceleração substancial," acrescentou.   Continuação...