União Google-Motorola pode ser pico dos preços de patentes

segunda-feira, 22 de agosto de 2011 15:25 BRT
 

Por Poornima Gupta e Bill Rigby

SAN FRANCISCO/SEATTLE (Reuters) - A bolha no valor das patentes de tecnologias associadas a aparelhos móveis pode ter acabado de explodir.

Agora que o Google concordou em comprar a Motorola Mobility por 12,5 bilhões de dólares, a companhia, mais motivada para adquirir patentes, pode estar fora do mercado. O Google obteve uma valiosa coleção de 17 mil patentes relacionadas à telefonia para dar músculo à defesa de seu sistema operacional Android.

"O jogo mudou completamente após a aquisição da Motorola Mobility pelo Google. A corrida armamentista está, essencialmente, acabada", disse John Amster, presidente-executivo da RPX, companhia que presta consultoria sobre compra de patentes. "Basicamente, eles criaram o que precisaram por meio de uma aquisição".

A estratégia do Google foi amplamente interpretada como uma resposta à sua derrota no leilão de 6 mil patentes da Nortel para um grupo liderado por Microsoft, Apple e Research In Motion, que atingiu imprecedentes 4,5 bilhões de dólares em julho.

A maioria dos membros do setor acredita que o Google --um relativo novato no negócio de telecomunicações, sem uma acumulação histórica de tecnologias patenteadas -- se elevou a um patamar mais alto, o que reduz seu apetite para novas aquisições.

O aquecimento do mercado de patentes será testado no início do mês que vem pelo leilão da companhia especializada em telecomunicações sem fio InterDigital.

Apple, Google e Microsoft --três dos players mais ricos dosetor de tecnologia-- expressaram interesse na companhia, mas ainda não se sabe no momento se o Google vai entrar no leilão, disseram fontes à Reuters na semana passada.

Mesmo assim, a empresa ainda poderia chegar a um preço atraente.

"Há, claramente, uma tendência de alta no preço de patentes, e o valor das patentes está sendo reconhecido", disse James Malackowski, presidente-executivo da Ocean Tomo, consultora de propriedade intelectual que avalia portfólios de patentes como parte de seus serviços.