Demanda por tablets faz LG Display cortar investimento para 2012

segunda-feira, 29 de agosto de 2011 12:12 BRT
 

Por Miyoung Kim

SEUL, 29 de agosto (Reuters) - A fabricante de telas planas LG Display reduzirá em 25 por cento seu investimento no ano que vem, já que a demanda crescente por aparelhos móveis como o iPad e celulares inteligentes Android está prejudicando as vendas de painéis para televisores, sua principal fonte de renda.

Sofrendo de excesso de capacidade há mais de um ano, as perspectivas para o setor de telas de cristal líquido (LCD) se agravaram, prejudicando a Samsung Electronics e a LG Display, que juntas respondem por metade do mercado mundial.

O corte anunciado pela LG Display, a primeira grande empresa de tecnologia a revelar cortes pesados em planos de investimento em 2012, reduzirá o capital investido pela empresa ao seu total mais baixo em quatro anos.

Os fabricantes de televisores estão lutando contra a demanda fraca, o que forçou a Sony a reduzir sua exposição nos segmentos de painéis para televisores, como a Samsung e a Sharp. Enquanto isso, a Philips Electronics está promovendo a cisão de sua deficitária divisão de TVs.

"Os fabricantes de telas LCD terão planos de investimento conservadores em 2012, e a LG deve cortar os gastos ainda mais, dada a baixa visibilidade causada pela baixa demanda, especialmente na Europa e Estados Unidos", disse John Soh, analista da Shinhan Investment & Securities, segunda-feira.

"A LG deve divulgar prejuízos mais altos para o trimestre atual e a perspectiva para os próximos nove meses é pavorosa devido à demanda fraca por computadores e TVs", acrescentou.

A baixa demanda por computadores e televisores é grande preocupação para os fabricantes de painéis LCD, já que os dois produtos respondem por cerca de 90 por cento do consumo de painéis de telas planas de grande porte.

Os rivais de menor porte da LG Display, como a AU Optronics e Chimei Innolux, de Taiwan, já reduziram seu investimento este ano.   Continuação...