Samsung lança 3 smartphones com plataforma própria Bada

terça-feira, 30 de agosto de 2011 13:09 BRT
 

SEUL (Reuters) - A Samsung Electronics revelou nesta terça-feira três modelos de celular inteligente que operam com o sistema operacional da companhia, como parte de esforço da empresa para expandir participação no segmento de preço mais baixo desse mercado e diversificar uma linha de produtos cujo foco principal é o Android.

Os modelos da série Wave, acionados pelo sistema operacional "bada", da Samsung, refletem a mudança de estratégia da companhia sul-coreana, que quer trocar seu foco exclusivo em hardware por presença maior no campo do software.

Outro objetivo é unificar as diferentes linhas de produtos da companhia --celulares inteligentes, televisores, impressoras e computadores-- em torno de sua plataforma de software e loja online de aplicativos, a Samsung Apps.

Na terça-feira, a Samsung mostrou o Wave 3, com tela AMOLED de quatro polegadas e câmera de cinco megapixels, e também o Wave M e o Wave Y, mais baratos. O Wave M oferecerá a primeira ferramenta de mensagens instantâneas da Samsung, a chatON, e o Wave Y, o modelo básico, com tela de 3,2 polegadas, chegará às lojas em outubro.

Os três modelos se unem aos sete aparelhos da série Wave lançados desde que o primeiro produto equipado com o bada chegou ao mercado, em maio de 2010.

A Samsung, cuja linha Galaxy S ajudou a empresa a ser a segunda maior fabricante mundial de celulares inteligentes no segundo trimestre, agora vai concentrar suas atenções nos mercados emergentes, com aparelhos mais baratos, de preços inferiores a 200 dólares.

Na semana passada, a companhia lançou quatro modelos baratos e médios equipados com o Android para defender sua participação de mercado, já que a Apple, que até agora se concentrava na ponta mais cara do mercado, prepara o lançamento de um iPhone 4 mais barato para breve.

A série Wave permitirá acesso à Samsung Apps, que oferece 13 mil aplicativos. Mas o mercado Android oferece mais de 100 mil aplicativos, e a App Store, da Apple, mais de 425 mil.