Oracle faz novas acusações contra HP sobre processador Itanium

terça-feira, 30 de agosto de 2011 15:39 BRT
 

SAN FRANCISCO, Estados Unidos, 30 de agosto (Reuters) - A Oracle acusou a HP de fraude por ocultar fatos durante negociações entre as duas companhias, segundo documento entregue a um tribunal. A queixa, registrada pela Oracle contra a HP nesta terça-feira, faz parte de um processo em curso sobre a plataforma Itanium.

Em março, a Oracle decidiu descontinuar seu suporte para o Itanium, um microprocessador para tarefas computacionais pesadas, afirmando que a Intel deixou claro que o chip estava próximo do fim de sua vida e que o foco da companhia tinha se voltado para o microprocessador x86.

A HP classificou a decisão da Oracle como um comportamento "contra o consumidor". A companhia processou a Oracle em um tribunal da Califórnia em junho.

O conflito é parte de um processo que envolve a deterioração da relação entre as duas companhias. A Oracle contratou o ex-presidente-executivo da HP Mark Hurd no ano passado após Hurd ter deixado a HP em meio a questionamentos sobre seu relacionamento com uma funcionária terceirizada da empresa.

A HP entrou com um processo afirmando que a entrada de Hurd na Oracle colocava em risco segredos comerciais, que logo foi resolvido. Mas nos documentos encaminhados nesta terça-feira, a Oracle afirma que a HP induziu a empresa de forma fraudulenta a fazer acordo no caso envolvendo Hurd.

Segundo o processo da Oracle, a HP ocultou o fato de que estava prestes a contratar Leo Apotheker como presidente-executivo e Ray Lane como presidente do conselho de administração, diz o processo.

Apotheker e o presidente-executivo da Oracle, Larry Ellison, são rivais de longa data, do tempo que Apotheker liderava a fabricante de softwares europeia SAP. O presidente do conselho da HP, Ray Lane, e Ellison, têm uma relação difícil desde o tempo em que Lane foi dispensado da Oracle em 2000, segundo o documento.

"Tendo em conta a animosidade bem documentada entre Oracle e os senhores Apotheker e Lane, a HP sabia que a Oracle não teria assinado o acordo sobre Hurd se soubesse dos planos iminentes da HP", diz o documento.

Um representante da HP não pode ser imediatamente contatado nesta terça-feira.