Investidor do Google processa diretores por caso de drogarias

terça-feira, 30 de agosto de 2011 17:01 BRT
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - A diretoria do Google está sendo processada por ter permitido que drogarias canadenses fizessem anúncios de remédios que precisam de prescrição a clientes norte-americanos.

A ação, registrada em nome de um acionista do Google na segunda-feira, afirma que os anúncios --que o Google parou de exibir em fevereiro de 2010-- levou ao que o documento classifica de "importação ilegal" de remédios.

O processo se segue a um acordo fechado pelo Google na semana passada no valor de 500 milhões de dólares para encerrar uma investigação criminal nos Estados Unidos relativa aos anúncios. O acionista afirma que a diretoria não cumpriu o seu dever fiduciário e busca indenização, cujo valor não foi especificado.

Na semana passada, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos disse que o Google concordou em encerrar a investigação sobre os anúncios de drogarias canadenses que vendiam remédios nos EUA.

Os anúncios levaram a importações ilegais de remédios que necessitam de prescrição médica para o país, disse o órgão.

Representantes do Google não responderam imediatamente um pedido de comentários.

(Reportagem de Dan Levine)