HP pode ressuscitar tablet TouchPad; avalia separar unidade

terça-feira, 30 de agosto de 2011 20:43 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A HP pode ressuscitar seu tablet TouchPad conforme avalia a separação de seu braço na área de computadores, afirmou o diretor de sua unidade de PCs, sugerindo que a HP pode trazer de volta ao mercado seu tablet que durou apenas seis semanas em meio à dura competição da Apple.

A HP surpreendeu o mercado há duas semanas, quando anunciou que poderia separar sua unidade de PCs do restante da empresa --a maior do mundo após a aquisição da Compaq em 2002 por 25 bilhões de dólares-- como parte de uma série de medidas que a distanciará do mercado de produtos direcionados ao consumidor. O anúncio incluiu a desistência de seu tablet TouchPad.

Agora, espera-se que a diretoria da maior empresa de tecnologia dos EUA em receita decida antes do fim do ano se irá separar a unidade, considerada a melhor opção para acionistas.

O chefe do Personal Systems Group (PSG), unidade de PCs, Todd Bradley, disse em entrevista à Reuters que pretende liderar qualquer companhia separada criada, e espera que ela seja uma plena fabricante de computadores, incluindo tablets, aparelhos ultrafinos e computadores tudo-em-um.

"O segmento de tablets é um segmento absolutamente relevante", disse ele, sem entrar em detalhes. Ele afirmou que uma separação do PSG trará "mais valor" para os acionistas da HP por motivos ligados a impostos, entre outros.

"Minha intenção seria liderar (a empresa) durante essa transação... e se for uma companhia separada com ações negociadas publicamente, liderá-la".

A HP tem encontrado dificuldades no mercado de PCs --um negócio de alta receita, mas baixas margens-- uma vez que aparelhos populares como o iPad, da Apple, atraem a atenção de consumidores.