Tribunal alemão bloqueia vendas de tablet da Samsung

segunda-feira, 5 de setembro de 2011 12:09 BRT
 

SEUL (Reuters) - A Samsung Electronics suspendeu a divulgação de seu novo tablet na maior feira de eletrônicos da Europa, depois que liminar de um tribunal alemão proibiu as vendas do modelo, no mais recente revés sofrido na disputa mundial de patentes contra a Apple.

Um tribunal de Dusseldorf ordenou que a companhia sul-coreana suspendesse a venda do Galaxy Tab 7.7 na sexta-feira, data de abertura da feira de eletrônicos IFA, em Berlim. A decisão se segue a uma liminar alemã concedida no final de agosto que proibia a venda do Galaxy Tab 10.1 até a decisão final sobre o caso, que será anunciada em 9 de setembro.

O Tab 7.7, modelo mais recente da linha Galaxy, foi lançado durante a feira juntamente com o Galaxy Note, equipado com tela de 5,3 polegadas e com o qual a companhia espera criar uma nova categoria de produtos, intermediária entre tablets e smartphones.

"O produto ainda não está à venda, mas decidimos que respeitaremos a liminar," disse James Chung, porta-voz da Samsung.

Samsung e Apple estão envolvidas em uma ferrenha batalha quanto a patentes de celulares inteligentes e tablets desde abril, com a Apple tentando conter o crescimento dos celulares equipados com o sistema operacional Android, do Google, por meio de ação direta contra a maior vendedora de produtos Android, a Samsung.

A Apple argumenta que a Samsung violou suas patentes e que a linha de smartphones e tablets Galaxy copia "servilmente" o design e a forma de operar de seus aparelhos. A empresa também está envolvida em disputas judiciais nos Estados Unidos, na Coreia do Sul e na Austrália, além da Europa.

A batalha já forçou a Samsung a adiar por duas vezes o lançamento de seu tablet na Austrália. A empresa reagiu por meio de processos contra a Apple, alegando violação de patentes em comunicação sem fio.