Acionista da RIM pede mudanças rápidas; ação avança

terça-feira, 6 de setembro de 2011 15:48 BRT
 

Por Alastair Sharp

TORONTO (Reuters) - Um acionista da Research In Motion disse nesta terça-feira que quer que a fabricante do BlackBerry considere sua venda ou a divisão de seu portfólio de patentes, provocando uma valorização dos papéis da companhia.

O Jaguar Financial deseja que a diretoria da companhia canadense tire o poder dos co-presidentes-executivos Mike Lazaridis e Jim Balsillie para que até cinco dos membros independentes da diretoria da RIM explorem opções sobre como maximizar o valor da empresa para acionistas.

A ação da RIM subia 2,94 por cento às 15h45 horas nesta terça-feira, enquanto o Nasdaq recuava 0,69 por cento.

O papel da RIM perdeu quase metade de seu valor desde o início do ano.

"Pedimos que a diretoria da RIM aja; chega de análises, queremos ação. Ajam agora, antes que seja muito tarde", disse o presidente-executivo do Jaguar, Vic Alboini, em entrevista.

Alboini disse que o Jaguar conversou com um grupo seleto de acionistas e recebeu respostas amplamente positivas a respeito de seu plano.

O Jaguar, banco comercial canadense que tem como alvo empresas de baixo desempenho, e seus apoiadores possuem menos de 5 por cento das ações da RIM. O banco disse que agora pretende entrar em contato com uma ampla seção de grandes acionistas. Se houver consenso, pretende pressionar diretamente a RIM, demandando que ela aja.

Entre as opções oferecidas, a Jaguar quer que a RIM considere a venda ou o licenciamento mais agressivos de suas patentes para aparelhos móveis, pagando desenvolvedores para criar aplicativos para seus smartphones e tablet, ou uma venda imediata da empresa.