Apple recorre a tribunal japonês para banir vendas da Samsung

quinta-feira, 8 de setembro de 2011 17:20 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - A Apple quer proibir as vendas de alguns dos aparelhos da Samsung Electronics no Japão, acusando a rival de violar patentes relativas ao iPhone e iPad, na mais recente batalha da guerra de patentes entre as duas companhias.

A Apple abriu um processo no tribunal distrital de Tóquio solicitando a suspensão das vendas dos celulares inteligentes Galaxy S e SII, e do tablet Galaxy Tab 7 no Japão, de acordo com fontes com conhecimento da situação. A primeira audiência ocorreu na quarta-feira, de acordo com uma dessas fontes.

A Samsung está envolvida desde abril em uma disputa com a Apple quanto a patentes de tablets e smartphones. Os aparelhos da linha Galaxy são vistos como os principais rivais dos dispositivos móveis da Apple, que conquistaram imenso sucesso.

Em uma batalha mundial de propriedade intelectual, a Apple anunciou que a linha Galaxy de celulares inteligentes e tablets copiava "descaradamente" o iPhone e o iPad, e abriu processos contra o grupo sul-coreano nos Estados Unidos, Austrália, Coreia do Sul e Europa.

A Samsung, cujos tablets usam o sistema operacional Android, do Google, também abriu processos contra a Apple.

A Samsung abriu processo contra a Apple no Japão em abril, e a Apple reagiu com processo contra a rival em 23 de agosto, segundo a Samsung. A Apple solicitou indenização de 100 milhões de ienes (1,3 milhão de dólares), além da proibição de vendas, de acordo com a agência de notícias Kyodo, a primeira a divulgar o caso.

O Samsung Galaxy S vendeu mais que o Apple iPhone no Japão entre janeiro e março, de acordo com o grupo de pesquisa de mercado Strategy Analytics.

Um porta-voz do tribunal distrital de Tóquio disse que não está autorizado a comentar sobre processos em andamento.

No mês passado, a Samsung anunciou que adiaria o lançamento de novos modelos Galaxy na Austrália para depois de uma decisão judicial aguardada para o final de setembro. Na semana passada, um tribunal alemão proibiu a venda do Galaxy Tab 7.7.   Continuação...