Lenovo quer superar Dell no mercado global de PCs ainda em 2011

sexta-feira, 9 de setembro de 2011 18:08 BRT
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - A chinesa Lenovo espera ultrapassar a Dell e se tornar a segunda maior fabricante de computadores pessoais do mundo no fim do ano, afirmou o presidente do Conselho da companhia, Liu Chuanzhi, nesta sexta-feira.

A terceira maior marca de PCs do mundo têm registrado fortes vendas China e em outros mercados emergentes.

A Lenovo, que apurou lucros maiores que as previsões de analistas no mês passado, é a marca mais conhecida de PCs da China. Ela está tentando conquistar maior participação no setor de PCs, cujo crescimento têm sido afetado por smartphones e tablets mas que é seu principal negócio.

"Com nosso próprio crescimento rápido, combinado à execução bem-sucedida de nossa joint-venture com a NEC no Japão e nossa aquisição da Medion, na Alemanha, esperamos ser a número 2 no mercado global de PCs neste ano", disse o presidente-executivo da Lenovo Yuanqing Yang em comunicado.

"Mesmo investindo em novas áreas como tablets e aparelhos com Internet móvel, vemos grandes oportunidades no segmento de PCs ao redor do mundo".

Os comentários de Yang ocorrem em um momento no qual a HP busca separar sua unidade de PCs do restante da empresa conforme reestrutura suas operações e a Dell é afetada pela desaceleração dos gastos do setor público.

A Lenovo, que viu seu market share subir de 9,9 por cento no primeiro trimestre do ano para 12,2 por cento de abril a junho, disse que está aberta para novas aquisições globais após a compra da Medion AG na Alemanha, em junho.

(Reportagem de Poornima Gupta)