Perspectivas da RIM, e não resultados, são foco do mercado

quinta-feira, 15 de setembro de 2011 10:12 BRT
 

TORONTO (Reuters) - A Research in Motion deve anunciar fortes quedas de faturamento e lucro, depois do fechamento dos mercados nesta quinta-feira, depois que uma série de novos modelos e BlackBerry só chegaram ao mercado no final do trimestre.

Mas os investidores, que já esperam um trimestre ruim da fabricante de celulares inteligentes, vão concentrar suas atenções nas perspectivas da companhia, que alguns esperam sejam positivas apesar da concorrência ferrenha.

A RIM espera que versões mais potentes e equipadas com telas sensíveis a toques de seus celulares Bold, Torch e Curve, e um novo Torch que funciona exclusivamente com tela de toque, encontrem espaço junto aos consumidores acostumados ao estilo popularizado pelo Apple iPhone. O estilo também foi adotado por empresas como a Samsung Electronics e HTC em aparelhos equipados com o sistema operacional Google Android.

O desafio da RIM provavelmente será complicado pelo aguardado lançamento de um novo iPhone e pela feroz competição entre aparelhos Android, cujos preços estão cada vez mais baixos.

"Mesmo que uma plataforma viável venha a surgir, ganhar terreno contra os sistemas Android e iPhone, já bem estabelecidos, não será fácil", disse Ed Snyder, analista da Charter Equity. Ele afirmou que a base tradicional de clientes empresariais da RIM estaria interessada nos modelos renovados "mas que eles não bastarão para compensar toda uma linha em decadência".

O tablet PlayBook, da RIM, lançado mundialmente no trimestre depois de chegar ao mercado na América do Norte em abril sem causar grande impacto, não deve se estabelecer antes que possa enviar emails de forma autônoma e executar aplicativos Android, uma capacidade muito aguardada.

Os analistas estimam, em média, que a RIM tenha vendido 600 mil PlayBooks e menos de 12 milhões de BlackBerrys nos três meses até 27 de agosto, o segundo trimestre consecutivo de declínio.

Os embarques dos BlackBerry devem crescer a mais de 14 milhões no trimestre em curso, com o avanço dos novos modelos.

A expectativa é de que a RIM apresente lucro por ação de 87 centavos de dólar sobre receita de 4,47 bilhões de dólares no segundo trimestre, dizem analistas, e que salte a 1,36 dólar por ação e 5,27 bilhões de dólares de faturamento neste trimestre. No segundo trimestre fiscal de 2010, a RIM lucrou 1,46 dólar por ação sobre faturamento de 4,62 bilhões de dólares.