Participação da RIM cai mais rápido do que o esperado--analistas

sexta-feira, 16 de setembro de 2011 10:57 BRT
 

(Reuters) - A Research In Motion está perdendo mercado muito mais rápido do que o esperado diante das rivais Apple e Google, em meio a preocupações crescentes quanto ao seu fluxo de caixa e capacidade para cumprir suas projeções, alertaram analistas na sexta-feira.

As ações da companhia nos Estados Unidos desabavam cerca de 20 por cento perto das 11h (horário de Brasília).

No final da quinta-feira, a empresa --fabricante do celulares inteligentes BlackBerry-- anunciou forte queda no lucro trimestral, revelou números ruins sobre o trimestre em curso e informou que deve ficar perto do extremo mais baixo de sua projeção anual, que já havia sido reduzida.

"A perda de participação no mercado norte-americano persiste, e acreditamos que essa tendência esteja começando a se espalhar aos mercados internacionais... e já existem sinais de desaceleração no Reino Unido", escreveu o analista Pierre Ferragu, da Sanford C Bernstein, em nota aos clientes.

O fraco desempenho demonstrou até que ponto o BlackBerry, um dia o instrumento preferencial de comunicação corporativa, perdeu terreno diante dos avanços do iPhone, da Apple, e de aparelhos equipados com o sistema operacional Android, dos Google, especialmente nos EUA.

E, no entanto, os executivos da RIM continuam "em negação gritante" às evidências de perda de mercado, segundo Ferragu, que acredita que as projeções da empresa para o terceiro trimestre fiscal e o ano ainda parecem "irrealistas".

"Os co-presidentes (da RIM) não reconhecem o fracasso do tablet PlayBook e continuam a alardear seus méritos em termos de segurança", disse, apontando que os embarques do aparelho caíram de 500 mil a 200 mil unidades em um trimestre.

Mike Lazaridis, um dos co-presidentes executivos da RIM, declarou, em conversa com analistas depois do anúncio de resultados, que estava confiante em que a empresa retomaria o crescimento no terceiro trimestre, enquanto o co-presidente Jim Balsillie prometeu uma atualização de software que designou como PlayBook 2.0.

Mas o analista Kris Thompson, do National Bank, definiu o PlayBook como "nada menos que um desastre", e afirmou que agora a RIM precisa gastar dinheiro para promover suas vendas.

(Por Tenzin Pema em Bangalore)