Panasonic desiste de aumentar fábrica de bateria no Japão--fonte

quinta-feira, 29 de setembro de 2011 10:56 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - A japonesa Panasonic Corp cancelou o plano de expandir uma fábrica de baterias de íon lítio em Osaka, disse uma fonte com conhecimento direto no assunto, no mais novo movimento da companhia nos esforços de transferir a produção para a China.

A Panasonic já parou a produção de baterias de íon lítio na fábrica de Sumoto e cancelou os planos de expansão na unidade de Osaka, que opera desde o ano passado, disse a fonte à Reuters.

A companhia planeja produzir metade das suas baterias de íon lítio na China a partir de abril de 2015, contra a faixa atual de 10 por cento a 20 por cento.

O movimento vem depois de muitos políticos japoneses se mostrarem preocupados com a fuga de indústrias japoneses por causa do iene forte e do receio com o fornecimento de energia em meio à crise nuclear.

As companhias japonesas já foram as maiores produtoras de baterias de íon lítio, mas perderam o posto para as sul-coreanas, como Samsung SDI.