Encomendas do iPhone 4S, da Apple, batem recorde

segunda-feira, 10 de outubro de 2011 17:49 BRT
 

Por Sinead Carew e Poornima Gupta

(Reuters) - Mais de um milhão de pessoas fizeram nesta sexta-feira encomendas do mais recente iPhone da Apple, produto que a empresa lançou antes da morte do seu co-fundador Steve Jobs.

As encomendas do iPhone 4S, que chegará às prateleiras das lojas nesta sexta-feira, superaram o recorde anterior da Apple de encomendas em um único dia, de 600 mil vendas do iPhone 4, levando as ações da empresa a fecharem em alta de 5,14 por cento.

O novo telefone desapontou alguns fãs durante seu lançamento na semana passada, mas está provando ser um chamariz maior do que aparentava, pois mais empresas de telefonia irão vendê-lo e o modelo será lançado em mais países, disseram analistas.

Outro grande fator pode ser Jobs. Manifestações de tristeza e simpatia pela sua morte na última quarta-feira, aos 56 anos de idade, assim como homenagens a sua genialidade e seu status de líder de negócios visionário feitos pela mídia e por usuários de produtos da Apple na Internet podem ter estimulado as vendas.

"Muitos clientes da Apple em potencial que estavam em dúvida antes, provavelmente vão querer (comprá-lo) agora", disse Steven Osinski, professor de marketing da Universidade de San Diego. "Não é diferente de quando John Lennon foi assassinado, as vendas de discos dos Beatles subiram por um período."

O iPhone 4S, visto por muitos dos que acompanham a trajetória da Apple apenas como uma sequência do modelo anterior que traz apenas atualizações de hardware, vai à venda inicialmente em sete países. A versão anterior foi à venda em cinco.

Lojas nos Estados Unidos, Austrália, Canadá, França, Alemanha, Japão e Grã-Bretanha começarão a vender o aparelho nesta sexta-feira. Ele estará disponível em 22 países até o final de outubro, disse a Apple.