Siemens muda comando no Brasil após demissão de Adilson Primo

terça-feira, 11 de outubro de 2011 14:03 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O grupo alemão Siemens anunciou nesta terça-feira a nomeação de Paulo Ricardo Stark como novo presidente-executivo de sua subsidiária brasileira, após a demissão de Adilson Primo --que estava no comando da companhia desde 2001.

Segundo a Siemens, uma investigação interna recente --que ainda está em curso-- detectou grave violação ao código de conduta dentro da unidade brasileira, ocorrida antes de 2007.

"A Siemens não tolera violações de seus princípios", afirmou o grupo em nota em inglês disponível em seu site, sem dar mais detalhe sobre o ocorrido.

Stark é engenheiro elétrico e exerceu diversos cargos para a Siemens no México e na Alemanha, onde recentemente ocupou a diretoria de uma unidade de negócios.

No ano fiscal de 2010, a Siemens Brasil teve receita de cerca de 1,8 bilhão de euros e pedidos recebidos no total de 2,1 bilhões de euros.

A subsidiária brasileira da companhia alemã tem mais de 10 mil colaboradores, 13 unidades fabris e sete centros de pesquisa, desenvolvimento e engenharia.

(Texto de Cesar Bianconi)