Austrália aceita pedido da Apple e proíbe venda do Galaxy

quinta-feira, 13 de outubro de 2011 07:37 BRT
 

SYDNEY (Reuters) - Um tribunal proibiu nesta quinta-feira, temporariamente, a venda da mais recente versão do tablet da Samsung Electronics na Austrália, garantindo à Apple mais uma vitória na batalha mundial entre as duas companhias.

Uma decisão final sobre o caso pode demorar meses, a menos que a Samsung enfrente o risco de um julgamento antecipado, o que, em uma indústria que muda rapidamente, pode significar que o novo tablet nunca seja lançado na Austrália. O Galaxy é o concorrente mais forte do iPad, que domina as vendas globais de tablets.

"A decisão pode aumentar o domínio da Apple no mercado de tablets e estender a proibição das vendas do mais novo produto da Samsung", disse o analista Seung-woo, da Shinyoung Securities, em Seul.

Apesar da decisão ser um revés para a Samsung, o mercado australiano não é grande. A mais importante disputa terá início quando, nesta quinta-feira, uma corte californiana começar a analisar a ação da Apple para proibir as vendas dos produtos Galaxy nos Estados Unidos.

(Por Amy Pyett e Narayanan Somasundaram)