Órgão regulador chinês busca maior controle sobre microblogs

quinta-feira, 13 de outubro de 2011 16:36 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - Um órgão regulador da Internet chinesa pediu um policiamento mais rigoroso de microblogs do país nesta quinta-feira, além de encorajar autoridades a usá-los para se engajar com os cidadãos, afirmou a agência de notícias estatal Xinhua.

Uma reunião com a participação de membros do Partido Comunista, representantes de várias empresas e agências de segurança pública realizada pela Secretaria de Informação da Internet foi outro sinal de que a China quer um maior controle sobre os microblogs parecidos com o Twitter, utilizados por mais de 200 milhões de chineses.

"Participantes notaram que, devido ao rápido desenvolvimento de microblogs, devemos fortalecer a gestão para resolver os problemas que surgem com eles", disse o relatório oficial da agência Xinhua.

Microbloggers chineses mostraram sua força em uma série de escândalos recentes, particularmente em um tumulto online na sequência de um acidente de trem-bala de alta velocidade, em julho, que matou 40 pessoas. Microbloggers lideraram as acusações desafiando o comportamento evasivo de funcionários ferroviários em relação ao desastre.

A mídia estatal chinesa têm exigido que as empresas de Internet, órgãos reguladores e a polícia façam mais para limpar sites de "rumores tóxicos".

Atualmente, a China exerce um filtro severo sobre a Internet, bloqueando populares sites estrangeiros como Facebook, YouTube e Twitter.

(Reportagem de Sui-Lee Wee)