Resultado trimestral da Apple deve destacar força do iPhone

terça-feira, 18 de outubro de 2011 11:11 BRST
 

Por Poornima Gupta

SAN FRANCISCO (Reuters) - A Apple, mais uma vez, está diante de expectativas ambiciosas, depois de bater todos os recordes de vendas do iPhone, mas Wall Street continua confiante que a maior companhia mundial de tecnologia registrará um novo trimestre de resultados recorde.

Investidores preocupados com a queda no consumo, perspectivas econômicas desfavoráveis e a rápida expansão do software Google Android para aparelhos móveis se reconfortaram após a companhia ter registrado vendas de 4 milhões de unidades do iPhone 4S em três dias --duas vezes mais que as vendas iniciais do modelo anterior--, apesar das resenhas não muito entusiásticas.

Os acionistas da Apple vêm tendo muitos motivos de preocupação desde agosto, quando Steve Jobs transferiu o comando da empresa a Tim Cook.

A companhia em seguida perdeu seu principal visionário e co-fundador, que morreu em 5 de outubro. Alguns analistas afirmam que as perturbações que isso causou no curto prazo poderiam representar oportunidade momentânea para rivais como o Google e seu principal parceiro no Android, a Samsung Electronics.

Mas a maior companhia mundial de tecnologia em valor de mercado, ainda assim, deve exibir um quadro positivo, no curto prazo, com a ajuda das fortes vendas do iPad e do iPhone, ao anunciar os resultados do terceiro trimestre nesta terça-feira.

As vendas do iPhone 4S catapultaram as ações da Apple a um recorde de alta na semana passada, ainda que parte desse efeito estivesse relacionado ao fato de que o novo modelo estava disponível em dois países a mais e por meio de maior número de operadoras de telefonia móvel já desde o dia do lançamento.

As vendas recorde criaram expectativas ainda mais elevadas para o trimestre em curso, que muitos investidores veem como potencialmente gigantesco para a Apple.

"O trimestre que temos como foco é o das festas," disse Channing Smith, co-administrador do Capital Advisors Growth Fund, que tem ações da Apple. "A expectativa é de que a Apple ultrapasse todos os limites no Natal."

A média das previsões de analistas consultados pela Reuters indica receita trimestral de 29,6 bilhões de dólares para a Apple, com lucro de 7,38 dólares por ação.

Já a StarMine SmartEstimates, que confere peso maior às projeções dos principais analistas, prevê lucro de 7,47 dólares por ação no terceiro trimestre, com receita estimada em 29,8 bilhões de dólares.