Desafios da Telebrás incluem obtenção de alvarás e mão de obra

terça-feira, 18 de outubro de 2011 13:17 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Telebrás enfrenta desafios como obtenção de alvarás e mão de obra fiscalizadora para a elaboração de seu plano de construção nacional de rede para fornecimento de banda larga, disse nesta terça-feira um executivo da estatal.

"Os grandes desafios são muito parecidos com os outros (operadores): licenciamento, alvará, alimentação dos sites, desafio da mão de obra para fiscalização, chegar às diversas localidades (remotas)", disse o diretor comercial da empresa, Rogerio Boros, em um fórum de debate sobre telecomunicações em São Paulo.

Segundo ele, essas dificuldades estão levando a companhia a buscar "parcerias diferentes", como a companhia tem anunciado regularmente. "Mas ainda assim a demora natural do processo (de instalação da rede) é muito grande."

A Telebrás será a operadora do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), um projeto do governo federal para oferecer Internet rápida a baixo custo para todo o Brasil até 2014.

Todas as grandes operadoras --TIM, Telefônica Brasil, Claro e Oi --se comprometeram a participar do PNBL.

Desta forma, a Telebrás, disse Boros, tem a capacidade de aumentar a competitividade no setor, principalmente por permitir que pequenos provedores de Internet atuem mais amplamente, especialmente em localidades remotas.

"A Telebrás vai trazer melhor forma de competição, aumentar a oferta no mercado para que esse mercado de varejo cresça", disse ele sobre os pequenos provedores. "O potencial de crescimento de outras regiões do país tem que ser suprido."

Boros disse que a Telebrás enfrenta grande pressão da sociedade para a concretização de suas metas por ter o governo como principal acionista, ao passo que também tem seu capital aberto. "A Telebrás não é (uma companhia) neutra, é uma S.A., tem responsabilidade com os acionistas", afirmou.

(Por Sérgio Spagnuolo)