Lucro da Microsoft atende expectativas do mercado

sexta-feira, 21 de outubro de 2011 08:27 BRST
 

Por Bill Rigby

SEATTLE (Reuters) - O lucro trimestral da Microsoft subiu 6 por cento, correspondendo às expectativas modestas de Wall Street, amparado pelas fortes vendas de seu popular pacote Office de softwares. Porém, foi limitado por ganhos pouco expressivos com seu carro-chefe, o sistema operacional Windows.

As vendas do Windows subiram apenas 2 por cento em comparação com o ano anterior, em linha com as fracas vendas de computadores pessoais no último trimestre. Tal avanço quebrou a sequência de três trimestres seguidos de recuo nas vendas, mas ficou abaixo das expectativas de alguns analistas.

"Novamente, o Windows ficou aquém das expectativas, embora não tanto quanto nos últimos dois trimestres", disse Brendan Barnicle, analista da Pacific Crest Securities.

"O lucro por ação esteve apenas em linha com as expectativas, que, normalmente, a Microsoft supera", disse Barnicle. "O primeiro trimestre não é sazonalmente um ótimo período para a Microsoft, e este não foi exceção".

O ponto alto da companhia de software foi uma indicação de que sua deficitária divisão de serviços online --incluindo o portal de Internet MSN e o mecanismo de busca Bing-- possa estar tendo resultados melhores.

A unidade perdeu 494 milhões de dólares no trimestre, sua menor perda nos últimos sete trimestres, diminuindo o fluxo de números negativos que custou à Microsoft mais de 5 bilhões de dólares desde o lançamento do Bing em meados de 2009, enquanto a Microsoft investe fortemente para recuperar o atraso em relação ao Google.

A ação da Microsoft teve desvalorização de 0,33 por cento em negociações no pregão da Nasdaq, fechando cotada a 27,04 dólares.