Chairman da Olympus cai e Japão investiga aquisições

quarta-feira, 26 de outubro de 2011 15:51 BRST
 

TÓQUIO (Reuters) - A Olympus anunciou nesta quarta-feira que Tsuyoshi Kikukawa deixou os cargos de presidente de conselho e presidente em meio ao escândalo sobre o pagamento excessivo a consultores, e fontes disseram que autoridades japonesas estão investigando os negócios de aquisição da companhia de 92 anos.

A Olympus demitiu o britânico Michael Woodford do posto de presidente-executivo em 14 de outubro sob alegação de que ele não entendeu o estilo de gestão da companhia e a cultura japonesa, e Kikukawa, então presidente de conselho, assumiu o lugar dele.

Woodford, que entrou em 1980 na companhia, disse ter sido demitido por questionar o pagamento de 687 milhões de dólares a consultores na compra por 2,2 bilhões de dólares da produtora de equipamentos médicos Gyrus, em 2008.

Na terça-feira, a fabricante japonesa de equipamentos de precisão e câmeras pediu desculpas aos clientes e acionistas e disse que espera reconquistar a confiança deles o mais rápido possível.

As ações da Olympus fecharam em queda de 7,57 por cento nesta quarta-feira.

(Por Noriyuki Hirata)